quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Darwin Center


Dia de chuva. Dia de museu. E que museu!!
O Natural History Museum já te surpreende pela grandiosa arquitetura. Só de ver o prédio do lado de fora, dá pra ter uma noção do tamanho do museu. Na verdade, você vai ter certeza depois que passar por todas espécies naturais distribuídas por vários andares.


O museu é dividido por zonas: blue zone, green zone, red zone e orange zone. Cada uma delas estão separadas os mamíferos, as aves, os répteis, a flora. São fósseis, animais empalhados, flores, borboletas, tudo em tamanho real. Coisa de cair o queixo e às vezes dava um medinho só de imaginar aqueles dinossauros em cima de mim. 


Além disso, tem exposições temporárias. Quando estive lá, a exposição Genesis, do Sebastião Salgado estava dando sopa. Fã desde dos fins dos tempos, paguei e fui aprender como compor extraordinariamente a luz numa fotografia. Absolutamente estonteante!! Têm fotografias que parecem uma pintura!!
Essa mesma exposição chegou o ano passado no SESC Belenzinho e eu fui novamente ver. Agora, ela foi para no outro SESC, o de Santo André. Vale muito a pena.


Como se não bastasse tudo isso, ainda tem o Darwin Center. Um prédio lindo, todo envidraçado. Lá você vai encontrar tudo novinho, tudo hi-tech, tudo interativo, tudo muito impressionante. 


Valeu a pena enfrentar quase uma hora na fila. Agora acredite se quiser. Quando cheguei no museu, tinha uma placa avisando: 45 minutos para entrar. Eu podia ter cronometrado, porque se não foi cravado, foi quase isso. Como pode? 
Fique com mais fotos dessa belezura de lugar!





E o LO? Foi inspirado nesse sketch do Skissedilla!


Beijos!

terça-feira, 28 de janeiro de 2014

London Eye pela milésima vez


Já cansou da London Eye? Eu não. Como eu gostei de tirar fotos desse brinquedinho! Essa aí é classuda, né? Tem tudo que é guia de viagem. Mas eu queria uma só minha, feita por mim. Ha-ha-ha! Nessa momento, depois de andar umas três horas, eu fui fazer uma paradinha e sentei na grama. Sentei e quase não saí de lá nunca mais, porque minhas costas deu uma travada tão forte que eu soltei um palavrão em bom e alto português.


Muito mais do que desapegar dos meus materiais (vide a quantidade de flores nas últimas páginas), eu quero me divertir sem dever minha felicidade pra ninguém. Se achou legal, que bom; se não achou, que bom também.


Para fazer esse LO eu me inspirei na paleta de cores do desafio do ScrapFriends. Nunca tinha reparado que não tinha feito nada nesses tons. Parece que o roxo vai bombar esse ano.




Devia ter gesso até no meu cabelo, porque eu já desisti de não sujar minhas pernas, braços e roupas de tinta. Chegou a vez da cabeleira.


Acredite! Fotos tiradas com meu celular! Lembra que minhas costas estavam zuadas? Não dava mais pra ficar abaixando e levantando com a câmera-chumbo no pescoço. Mas sabe que algumas das minhas fotos preferidas foram tiradas o phone? Me gusta!



Amanhã tem mais!
Beijos!

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Queen Victoria Monumental


Esse final de semana foi uma loucura! Produzi tanto scrap como nunca antes nessa vida! Mas sabe que acabei me deliciando? Voltei a participar de desafios e isso tem me proporcionado uma força criativa muito maior. Vá lá que limita um pouco, principalmente quando envolve paleta de cores, porém isso é um pensamento do passado. Está na hora de sair da zona de conforto e encarar, exercitar e criar. Tudo junto e misturado.


Historinha da foto. No primeiro dia de aula, depois de aprender a pegar ônibus e metrô, a funcionária da escola onde fiz intercâmbio levou a galera para os principais pontos turísticos. Um rolezinho bem rápido. Foi bom pra dar uma olhada e voltar no dia seguinte para fotografar tudo com mais calma.


Raramente, eu trocava a lente cinquentinha da câmera. Mas depois das primeiras fotos, eu percebi que preciso de uma 24-85mm f2.8 ou uma 24mm f1.4 (vou precisar trabalhar muitooo!!). Para captar o que eu queria, sempre tinha que dar alguns passos para trás, mas nada muito sacrificante. Ainda vou amar por um bom tempo minha 50mm.


Nesse dia aconteceu um fato que se repetiria por várias vezes durante a viagem. Muitas pessoas me pediam para tirar fotos delas com suas câmeras. Podiam estar sozinhas, podiam ser uma dupla de amigos ou casal. Mas o mais legal é que depois que eu tirava uma foto delas, elas perguntavam se eu queria que batesse uma foto minha. Gentileza gera gentileza.


Mesmo com a primavera terminado faz tempo, o jardim em frente ao Buckingham Palace ainda estava todo florido. Fiquei tão feliz! Foi ali que tirei a foto do Queen Victoria Monumental.


Infelizmente, não consegui ver a troca da guarda, porque ainda estava em aula. Em compensação, tirei fotos incríveis dos arredores.



Fique de olho durante essa semana que vem muito scrap por aí!
Como estou feliz com essa minha nova fase!
Espero que você também esteja inspirada!
Beijo!

quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Fit summer, Scrapfit


Juro juradinho que fiz esse LO antes da Cela e cambada lançar o Scrapfit. A proposta é juntar a galera toda que faz scrap, mas que também se preocupa com uma alimentação saudável e pratica alguma atividade física. Eu achei genial!! É sempre bom dar um up na nossa motivação! É incentivar e conscientizar o povo que dá pra viver pra fazer scrap e viver melhor. Vai muito além da estética! Primeiro, é pela saúde, por uma vida com mais disposição. O resto é consequência.



Eu nunca fui habilidosa nas aulas de educação física, mas ao contrário da maioria, adorava participar de olimpíadas na escola. Ganhei até medalha de prata em ginástica olímpica. Vai vendo! E mesmo depois que já era, digamos "grande", lá no colegial, eu literalmente arrasava nos jogos de futebol.


Pra praticar adoro estar no meio da água. Fiz natação por alguns anos e pretendo voltar esse ano. Academia faço desde dos 24 anos. Eu tinha um preconceito de quem fazia. Achava um porre, mas depois que entrei, virou um vício.


A página foi feita quase toda com o último KISS. Só o envelope e as linhas que não são. Voltei a costurar à mão. É engraçado como eu fui deixando algumas técnicas pra lá. Às vezes por preguiça, por falta de tempo, por falta de organização no scraproom ou simplesmente por esquecimento. Mas tô procurando me organizar mais.


No fim do mês, vou passar por uma avaliação final na nutri. Medir gordura magra, gorda, vai ter cardápio personalizado e tudo mais. Oremos!


Até lá sigo malhando e comendo...comendo melhor.
Beijo!

terça-feira, 21 de janeiro de 2014

Hyde Park por cima


Lembra quando eu falei aqui que logo, logo usaria a música do CD novo do Paul em uma página de scrap? Não demorou muito. Como diria Januário de Oliveira "taí o que você queria".


Lembra também que falei que Hyde Park sempre estava no meio do meu caminho? Pois então.


Depois de duas semanas perambulando por Londres, foi a primeira vez que vi trânsito na cidade. Se houve antes, ou eu não vi, ou não reparei. Estava andando pela calçada, passando por cima do parque e vi essa cena linda que mereceu uns 10 cliques.


Fazia uma tardizinha tipicamente inglês. Nem parecia verão. Céu nublado com uma garoinha fina pingando nos espaços vazios. Gosto de tirar fotos com esse tempo, principalmente porque gosto de fotos P&B. A natureza se encarrega de dar a textura e eu fico com a missão de registrar.


Nesse início de ano, estou com o pique total pra fazer scrap. Por isso, tenho viajado bastante pelos blogs de desafios, o que têm me inspirado bastante.
O LO acima foi feito com base no sketch do blog Once Upon a Sketch
Um outro motivo é que vou mudar de apartamento e dá pra imaginar a quantidade de tralha scraplística que vou ter que embalar. Quanto mais usar esse material todo, mais fácil na hora da mudança.


Beijos!

sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

Touchè! - London Eye



Mais um LO para o meu projeto pessoal Touchè!. É pessoal, mas é aberto para você se inspirar. Por isso, se quiser saber um pouco mais tem tudo aqui.
O que tenho reparado ao realizar esse projeto é que toda vez que vou escrever sobre essa viagem para Londres, acontece uma revolução dentro do meu peito. Porque foi muito além de concretizar um sonho. Foram momentos de retiro em que eu pude reconectar com os meus valores, com a essência da sensibilidade que sempre percorreu meu caráter. 
Como não foi apenas uma viagem de férias, para o resto da vida desse blog, muitas e muitas vezes as palavras Londres/Beatles/Inglaterra/Rock/Futebol vão pintar por aqui. Eu não sinto muito por isso.


Eu nunca gostei muito de estudar. Sempre gostei de aprender. Estudar para mim sempre foi sinônimo de obrigação e aprender, de prazer. Estudar inglês na adolescência era uma tortura pra mim. Nas aulas, eu não prestava atenção; eu criava um mundo paralelo e quando a profe me perguntava alguma coisa, não sabia do que se tratava. 
Mas depois dessa viagem, depois de Londres me oferecer tanto amor, minha gratidão ao inglês será eterna.



O que mais fiz em Londres foi andar a pé e logo nos primeiros dias, eu bati essas fotos da London Eye. A roda gigante parece que é mais linda por fora, pela imponência que ela dá. Ela consegue ser vista de diversos ângulos, o que acaba se transformando numa espécie de bússola. É olhar para ela e saber que você  está no centrão.
Têm fotos aí que nem precisei editar tamanho o suspiro de admiração.
Prometo voltar com um post sobre "como é dar uma voltinha na London Eye".






Beijos!

quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

10 of my favourite projects featuring chipboard

Fiz um apanhado dos 10 projetos que mais amo usando chipboard. O que mais me espanta é a quantidade de scrap que já fiz e ainda tanto papel...
Mas o principal o objetivo é para participar do DT da Imaginarium Designs. Não custa tentar, certo!?











Pin It button on image hover